• Redação TBT

BNDES e a privatização da Eletrobras


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fechou contrato com o consórcio Genial - Tauil e Chequer para prestação dos serviços de estruturação financeira e jurídica no processo de estruturação e implementação da desestatização da Eletrobras.


Os estudos de modelagem financeira apresentados pelo BNDES, que precisam ser aprovados pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), vão definir os valores da operação financeira e a quantidade de ações que a União manterá na companhia. A desestatização pode representar cerca de 100 bilhões de reais aos cofres públicos, estimou o Ministério da Economia.