• Rede TBT

Inquérito das Fake News


O Supremo Tribunal Federal julgou ontem (18) a constitucionalidade do inquérito aberto pelo próprio tribunal para apurar a divulgação de fake news e difamação contra integrantes da Corte. A votação terminou em 10 a 1.


O Ministro Marco Aurélio de Mello, único a divergir do relator do inquérito, declarou: "Ministros devem se manter distantes da coleta de provas e formulação da acusação", "É um inquérito do fim do mundo, sem limites", destacando ainda que ele é "uma afronta ao sistema acusatório do Brasil".